2 de fev de 2015

A Árvore Forca


Oi gente.
Depois de um hiatus não anunciado, o AC está de volta.
Primeiramente, eu quero explicar o motivo de ter ficado afastada: falta de audiência, de motivação e preguiça. Vocês não comentam, então eu não me sinto motivada a postar e fico com preguiça de postar.
Mas nós estamos de volta, com o mesmo tema (porque THG é vida) e eu vou fazer uma série de posts seguidos sobre Jogos Vorazes. Basicamente, uma crítica de A Esperança Parte 1, esse aqui sobre a música A Árvore Forca e um outro sobre a hipocrisia de Jogos Vorazes.
Mas, obviamente, eu vou fazer posts sobre outras coisas. Isso é segredo por enquanto.

Vamos direto ao que interessa: A Árvore Forca.



Antes de tudo, eu quero que vocês ouçam a música:

Agora, a letra:
Você vem, você vem
Para a árvore?
Onde eles enforcaram um homem que dizem ter matado três
Coisas estranhas ocorreram aqui
Não mais estranho seria
Se nos encontrássemos à meia-noite na árvore forca?

Você vem, você vem
Para a árvore?
Onde o homem morto clamou para seu amor para fugir.
Coisas estranhas ocorreram aqui
Não mais estranho seria
Se nos encontrássemos à meia-noite na árvore forca?

Você vem, você vem
Para a árvore?
Onde eu disse á você para fugir para nós dois sermos livres.
Coisas estranhas ocorreram aqui
Não mais estranho seria
Se nos encontrássemos à meia-noite na árvore forca?

Você vem, você vem
Para a árvore?
Usar um colar de corda e ficar lado a lado comigo?
Coisas estranhas ocorreram aqui
Não mais estranho seria
Se nos encontrássemos à meia-noite na árvore forca?

Sim, eu sei que é deprimente. E é proposital.

A música foi mencionada pela primeira vez em Jogos Vorazes. Entretanto, ela só é cantada e explicada durante A Esperança.

Esse trecho abaixo eu retirei do livro A Esperança:
"No início, parece que um cara está tentando fazer com que sua namorada vá encontrá-lo secretamente à meia noite. Mas é um local esquisito para um encontro romântico, uma árvore-forca, onde um homem foi enforcado, acusado de assassinato. A amante do assassino deve ter tido algo a ver com a morte, ou talvez eles fossem apenas puni-la de um jeito ou de outro porque o cadável dele clamava para que ela fugisse. Isso é estranhamente óbvio, a parte do cadáver falante, mas é apenas na terceira estrofe que 'A Árvore Forca' começa a ficar inquietante. Você percebe que a pessoa que está cantando a canção é o assassino morto. Ele ainda está na árvore forca, continua perguntando se ela não vai se encontrar com ele. A frase 'Onde eu mandei você fugir para nós dois ficarmos livres' é a mais problemática, porque a princípio você pensa que ele está falando sobre quando a mandou fugir, presumivelmente para que ela ficasse em segurança. Mas então você imagina se ele não quis dar a entender que era para ela fugir para ele. Para a morte. No último verso, fica claro que é isso que ele está esperando. Sua amante, com seu colar de corda, morta, pendurada ao seu lado na árvore".

A princípio você repudia a música, fecha o livro e vai ver um filme água com açúcar porque a letra é meio perturbadora, depressiva.

Ai você fica com uma questão: o que essa música tem a ver com Jogos Vorazes? Quando a Katniss canta no primeiro livro/ filme a música "No fundo da campina", durante a cena da morte da Rue, fica muito óbvio que é uma canção para acalmar. Totalmente a ver com a cena.
E o que um cara morto, que nem aparece na história, tem a ver com todo o cenário de THG?
A resposta é simples: tudo.

A primeira parte da minha resposta é na verdade uma pergunta: Vocês não acham que é melhor morrer do que viver e aguentar tudo o que a Katniss e o resto da galera dos Distritos passam? Gente morrendo de fome, sendo escolhido para os Jogos Vorazes (seja um assassino culpado ou morra brutalmente), sem liberdade de expressão e com praticamente trabalho escravo. Não sei quanto à vocês, mas eu não tenho medo de morrer. A morte pode vir da forma que vier, mas nada doerá depois dela. A Menina Que Roubava Livros e Harry Potter (dois dos meus livros queridinhos) abordam muito esse tema. Mas agora nós estamos falando de Jogos Vorazes.


Vamos começar a releitura.

Na estrofe que diz "Se nos encontrássemos à meia-noite na árvore forca", o que vocês lembram?
Eu respondo: Em Chamas. Conseguem lembrar daquela árvore, em que a Katniss atira uma flecha e explode a arena toda. Então, essa árvore, a mais alta da arena (o que a torna um ponto de referência tanto quanto uma árvore onde você enforca pessoas), era um ponto de encontro entre a Katniss, o Peeta e seus aliados.
Que horas? À meia-noite.

Na parte em que diz "Onde eles enforcaram um homem que dizem ter matado três", eu interpreto o homem como o Peeta. Ele foi sequestrado pela Capital na bendita árvore da arena do 76º Jogos Vorazes, e a partir daí ele foi perdendo sua identidade até ficar louco. Mataram o antigo Peeta, enforcaram ele. Além disso, ele mata três pessoas ao longo da saga, mesmo que indiretamente (enfase no "dizem ter"): a Foxface, ao deixar as amoras na 75º Edição; a Mags, quando ela se sacrificou por ele na 76ª; e o Brutus (embora no filme seja o Finnick que mate o Brutus), que ele matou de propósito mesmo, apesar de não mostrar no livro porque o Peeta não estava com a Katniss nessa hora.

E há "Coisas estranhas ocorreram aqui". Não importa se é na arena ou na árvore, mas o fato é que coisas estranhas aconteceram lá. E muitas.

A música também fala "Onde o homem morto clamou para seu amor para fugir". Quando eles estão perto da árvore na arena, o Peeta grita para a Katniss fugir. Ele, como eu disse antes, é o homem morto, e a Katniss é o amor dele. Essa é meio fácil.

Outra parte impactante é "Onde eu disse á você para fugir para nós dois sermos livres". Agora temos uma ambiguidade.
Primeira versão: quantas vezes Peeta/ Katniss/ Gale citaram fugir para a floresta a fim de serem livres? Desafio vocês a contarem quantas, porque eu não sou capaz disso.
Segunda versão: Voltamos à estrofe anterior. O homem morto clamando para o amor dele fugir. Não ficou claro para mim se era fugir da Capital, fugir do Finnick-Johanna-Beetee, fugir dos Jogos ou fugir da vida, mas o fato é que o Peeta grita para a Katniss fugir e se salvar. Salvar os dois, já que qualquer passo que a Katniss dava iria refletir no Peeta..

No último verso da música, há a seguinte frase: "Usar um colar de corda e ficar lado a lado comigo?". Um colar de corda expressa a morte. Morrer, ficar junto comigo na morte, seja ela como for. Isso mostra que o Peeta queria morrer, já que morrer era melhor do que ser prisioneiro do Snow, mas não queria ficar sozinho. Assim como para Katniss, a morte também seria mais fácil do que a vida. As pessoas com vocação para professor de filosofia também podem levar a parte em que o Peeta pede para os rebeldes abaixarem as armas como um pedido para se entregar à morte.


Acabamos a interpretação da música.

Mas se vocês pensam que acabou, estão errados. Vou explicar o motivo de essa música ter dado calafrios em mim no cinema: eu esperava algo menos intenso. Só a Jennifer Lawrence sentada, cantando sobre gente morta em árvores, no meio do mato com a Cressida e essa galerinha ai tirando selfie (ou quase). Mas o que o Francis Lawrence (AKA diretor do filme) fez foi genial, como a maior parte do trabalho dele nesse filme: ele começou a música do jeito padrão, com um pouco de música de fundo e a Jennifer brincando de High School Musical - com voz de cantora que nunca cantou antes, porque ela é uma.
De repente, vem a tona um detalhe do livro que passou em branco no filme: A árvore forca era uma das músicas proibidas de serem cantadas nos distritos. A partir do momento em que o Tordo canta essa música, uma que era proibida, ela torna-se uma parte da rebelião.
Logo, na cena do filme (que eu não achei pra poder postar aqui), a cena corta da Katniss para os rebeldes no Distrito 7 fugindo dos pacificadores nas árvores da floresta. Depois, vem os rebeldes invadindo e destruindo uma represa no Distrito 5, enquanto cantam a Árvore Forca. Eu gostei dessa cena por dois motivos:
1- A cena dos Distritos 5 e 7 só foi mencionada nos livros, e eu achei muito legal ver como rolou.
2- A música ficou maravilhosa cantada por muita gente. O ritmo é perfeito pra isso, e tem um tom meio "fantasmagórico" que deixou muito legal.

Você que chegou até aqui pode estar pensando que eu sou brilhante ou sou uma pirada. Ficamos à escolha do freguês.
Espero que tenham gostado!

Um comentário:

  1. Achei legal seu ponto de vista... só não concordo com a analise da musica como sendo uma metáfora da historia dela e do Petta na arena.
    Acho que a sacada da música é justamente o teor revolucionário que ela tem, que me dá até calafrios quando ouço.
    Quando a Katniss fala sobre a história da música, leva-nos a entender que ela foi proibida pela capital porque tinha um significado muito forte para o povo dos distritos.
    Por mais que o filme seja uma ficçao, pra mim tudo é muito real:
    O poder dominador e opressor da capital assemelhando aos governos e às falsas democracias atuais.
    "Hope is the only thing stronger than fear"

    ResponderExcluir

Não serão aceitos pedidos de design ou de oc's (exceto, é claro, se for um post de pedidos). Tenha educação comigo e eu terei com você. Se for criticar, mantenha a educação. Obrigada por comentar.