31 de ago de 2014

Dicas para criar um bom protagonista- Parte 2

OE E-E
Então, eu tava relendo os posts do blog e percebi que faltou eu falar algumas coisas no post anterior: a personalidade. Eu lembrei disso quando tava relendo Divergente, que só tem personagem chato. Isso desvaloriza a história. A Veronica poderia ter conseguido muito mais fãs se tivesse personagens melhores. Até a protagonista é irritante.
Como eu quero que os meus leitores escrevam com qualidade, eu resolvi dar algumas dicas baseadas em livros que eu li. Let's go!

Humor

Humor é um grande ponto dos protagonistas. A Tris é um porre porque ela é séria demais (e outros motivos que eu explico depois), e não faz piadinhas. Eu aconselho a usar o sarcasmo, mas moderadamente. Se você usar demais, vira um Jace da vida (pra quem não leu TMI, o Jace é arrogante e sarcástico o suficiente pra ser imbatível por quase todos. Em questão de patadas, só a Maddie chega ao nível dele, e eles ficariam discutindo até o resto da vida deles ou do Jace, já que a Maddie é fabulosamente imortal. Mas talvez o fantasma dele voltasse pra isso). O Jace percebe que um não-amigo dele está apaixonado pela garota que ele gosta, e ela que não corresponde (só como amigos). O Jace diz o que? "Adoro declarações de amor, principalmente quando não são correspondidas". Gentil, amável.
Um bom personagem pra se inspirar no humor de uma pessoa doce e cheia de amigos é o Leo: ele faz piadas pra aliviar o clima (quase o tempo todo). Usa sarcasmo, mas sem a arrogância dos meus dois loiros naturais favoritos. Pra dar uma ideia, só nos três primeiros capítulos em que o Leo aparece, ele faz uma pegadinha com o professor de Educação Física, discute com um demônio do vento e de quebra ainda faz uma piadinha sobre o fato de um cara machão ser filho da deusa do arco-íris e de ele ser um bom cavaleiro (sendo que o cara tem quase o dobro do tamanho do Leo, que é um tampinha magrelo). Exemplos de piadas do Leo: o cara tem que chamar a atenção de um grupo de fangirls assassinas, o que ele diz? "Aqui é Time Leo no pedaço! Sou o Badboy supremo! Magricela é o novo gostoso pra dedéu!". Convenhamos, o cara pensa rápido #TeamLeo
Ou você pode fazer um personagem alá Katniss: completamente anti-social e grosseira com todos. Só que você só vai conseguir dar friendzones de amigos pro seu protagonista. Ou gente que aguente ele, o que será bem difícil. A Katniss passa mais tempo insultando as pessoas do que qualquer coisa.
Você também pode fazer a America: uma garota normal como todos nós. Ela tem um humor moderado e está num lugar onde não queria estar, bem mais rico que a casa dela, e ela conhece o cara por quem ela devia se apaixonar. O que a America diz? "Eu não vou lutar por você. Meu plano é aproveitar a comida até você me chutar". Ela não cede a briga, mas não tem a arrogância do Jace.
A quantidade de arrogância, sarcasmo e mal humor fica por sua conta. Pelo Anjo, não faça uma Tris "o mundo tá acabando, será que o meu instrutor tem namorada" da vida!

Histórias de amor.
Antes de tudo, eu gostaria de enfiar na sua cabeça que só vê coisas de adolescente que nem tudo é paixonite. Um bom herói ou heroína não precisa ficar o tempo todo babando por alguém. Esse é um dos maiores problemas da Tris.
Triângulos amorosos são um porre, não faça eles. Cansa depois do primeiro capítulo. É sempre a mesma coisa. 
 E se você quiser uma história de amor, não faça como a Veronica: os caras mal se conhecem e já querem sexo. Como a Suzanne: o cara passa uns 10 anos na friendzone, perde a perna pela garota e só depois ela se toca que gosta dele. Ou como a J. K. (foi o único defeito dos livros dela): as relações amorosas são praticamente amizade, e do nada os caras aparecem casados no epílogo.
Um dos vários grandes acertos da Cassandra foi nas histórias de amor: no caso de TMI, começa com um triângulo amoroso, vira incesto, depois deixa de ser incesto, surge outro triângulo amoroso, ai entra incesto de verdade enquanto o casal principal tá feliz (mais um triângulo amoroso) e termina com todos os personagens legais num felizes para sempre. Os triângulos dela existem, mas não são contínuos, e isso deixa legal: primeiro Simon-Clary-Jace, depois Maia-Simon-Isabelle e ai Sebastian-Clary-Jace. Os triângulos duram mais ou menos um livro só, e não são o foco principal. E os tipos são diferentes: enquanto o primeiro é um friendzone fodástico e um cara frio e perfeito batalhando por uma garota que não repara; o segundo são duas garotas saindo com um cara ao mesmo tempo, sem saber que ele tá traindo elas; o terceiro é basicamente o casal perfeito sendo interrompido por um vilão que quer nada menos que casar com a irmã dele e deixar o namorado dela como bichinho de estimação. Não é repetido (e o último não é normal). É cativante.
Outro ponto da Cassandra é a história de amor: o casal principal, Jace e Clary, começa lentamente (ele gosta dela de cara e ela não percebe). [SPOILER GRANDE DE INSTRUMENTOS MORTAIS A PARTIR DAQUI] Ai eles descobrem que são irmãos, mas como já tão apaixonados, eles ficam tentando se evitar; depois descobrem que não eram de verdade, mas o Jace tá morto, ai a Clary faz um pedido pra um anjo e ele revive normal saporra; depois, eles ficam num namoro feliz até ele ser possuído mais normal e raptado pelo Sebastian, o irmão-demônio incestuoso da Clary; o Sebastian quer dar uns pegas nela, mas ela quer tirar o Jace da posse do Sebs pra voltar ao normal; ai a Clary faz umas budega, o Jace volta ao normal e eles vivem felizes, tirando o fato de que agora o Sebs ainda quer a Clary (que odeia ele e tá muito feliz pegando o Jace). Os dois morreriam por amor, não vão rápido demais e são perfeitos um pro outro. 
Dos outros casais da saga, temos 38 anos de friendzone da parte do Luke e da Jocelyn, o casal mais chato desde Jasiper com o Jordan e a Maia, muita viadagem shippável (Magnus e Alec <33333 Helen e Aline <3) e temos o Simon e a Isabelle. Depois de ter perdido a Clary, reconquistado ela e dado um fora nela, o Simon resolve pegar a Isabelle, mesmo depois de o Jace ter sido direto quando disse que ela pisaria com botas de salto agulha no coração do Simon. E os dois são perfeitos. Lorde e Lady Montgomery >>>>>> all. [SPOILER OFF]
O que eu quero dizer com isso é que vocês não devem criar triângulos amorosos repetitivos demais, ou um casal nada a ver que comece a se pegar do nada. Ou casal-amizade. O tio Rick fez algo bem legal: uma garota levemente assustadora e o amigo cabeça de alga dela, que demoram pra se pegar e depois viram o casal perfeito.

Habilidades especiais.
Ok, nem todos tem o direito de ser fabulosos, mas os protagonistas precisam ter algo que os deixe fabulosos, algo que deixe a bisha digna. Pode ser algum poder sobrenatural ou alguma habilidade física ou mental.
Por exemplo, em Heróis do Olimpo, todos tem poderes no Argo II: o Percy controla água e fala com peixes, o Leo fala com máquinas e controla o fogo, o Jason e a Thalia controlam o vento e a eletricidade, a Hazel controla metais, o Nico fala com os mortos, a Piper tem a persuação, o Frank se transforma em animais. Também tem a Annabeth, que não tem poderes. Mas a Annie se vira com duas coisas: 1- Ela pensa rápido, manja dos blefes e de enganar vilões 2- Ela tem uma grande habilidade com armas e estratégia.
Ou você pode bancar a Katniss e ter uma arma que marque o seu personagem. Arco e flecha é o emblema dela. Machado é o da Johanna. Tridente é o do Finnick.
Claro, também tem Instrumentos Mortais. Em primeiro lugar, as Marcas dão poder x2 pros caras. Em segundo, o Valentim fez macumba com os protagonistas, de forma que eles são superiores: a Clary cria símbolos novos ("Quem é você pra pensar que pode falar a língua do Paraíso?") e o Jace é o Jace: habilidades físicas perfeitas, perfeito com armas e ainda semi-controlou o Fogo Celestial por um tempo.
Eu misturei tudo que eu gosto em personagens de livros e coloquei na Maddie - controla praticamente tudo que há nesse mundo, manja dos paranauê com armas e físico, tem uma arma característica e não perde a fabulosidade. Tudo depende de você.

Heroísmo
Todos queremos um herói para ilustrar as nossas histórias, mas depende do autor para criar o herói. Tipo, o Percy é muitas coisas, MENOS um herói típico: lerdo, sem noção, piadista, não tem muitas habilidades físicas e mesmo assim salva o dia. Ou o Jace, que é o protótipo do herói: muito gato, forte, habilidoso e salva o dia. Também tem a Katniss, que é uma metida que só serve pra ser salva por garotos tão inúteis quanto ela e reclamar da Capital. Porra, Catnip!

Um motivo
Se o seu protagonista vai ser um babaca completo, pelo menos dê um motivo pro cara! Se o Jace é completamente frio, é porque o Valentim educou ele pra isso. Se o Leo é todo palhaço, é porque ele quer esconder a dor dele. Se o Percy se tornou um herói, foi porque as batalhas fizeram isso dele. Se a Katniss é uma anti-social... tá, eu não entendo a Katniss; ela podia ter amigos, mas preferiu ter o Gale. Vai entender. Ignorem a última parte.

Então, por enquanto é isso E-E
Tiau E-E

2 comentários:

  1. É por isso que eu sou #TeamLeo <3 E shippo Percabeth <3
    Spoilers muito loucos de TMI,muito obrigada 'u'
    Essas dicas são ótimas,thanks .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BADBOY SUPREMO <3 PERCABETH <3
      Eu ODEIO spoilers de livros, por isso coloquei o aviso. Mas tu gosta? Nunca conheci ninguém que gostasse E-E
      Vlws E-E

      Excluir

Não serão aceitos pedidos de design ou de oc's (exceto, é claro, se for um post de pedidos). Tenha educação comigo e eu terei com você. Se for criticar, mantenha a educação. Obrigada por comentar.